domingo, 18 de novembro de 2012

Conversa despretensiosa


Eu não quero escutar sobre a relação entre o que estamos vivendo e as estrelas ou da corrida de Faetonte que quase destruiu a Terra; dos filmes que você vai assistir hoje enquanto eu tento ler este livro; dos Novos Baianos. Eu quero escutar as novidades do teu cotidiano, saber como você está apesar da distância, escutar minha amiga comentar sobre seu novo romance. Agora, eu só quero uma conversa despretensiosa.

terça-feira, 7 de agosto de 2012

Itinerário




O tempo passado era simplório
pois podia fazer-me palmilhar pela estrada
Como se todo o conhecimento
estivesse a disposição
Como se todos os sentimentos
não fossem condignos
Em meu itinerário
Tua verve aderia consistência
A mim,
consciência
Mas o tempo futuro era altivo
e concedeu-te calma, ofereceu-te amor
Como se haverás de permanecer
enternecido
Como se refestelarás 
enfim
Em meu  itinerário
Teus desenhos aderiam sobriedade
A mim,
afanação
E o tempo presente tornou-se vil
pois estou afastada de tua verve
Como se todo conhecimento
fosse maculado por mim
Como se eu permanecesse
parada na estrada
Meu itinerário
está parco
Eu,
conflagrada